Dentro de mim existe um lugar onde vivo inteiramente só
e é lá que se renovam as nascentes que nunca secam.
P.Buch

terça-feira, maio 10, 2011

Dona Irene


Irene fazendo broa
Dona Irene, 89 anos no dia 12 de maio, quinta-feira. Seu forte é a broa que ela faz para esperar os filhos, netos e bisnetos que vão tomar café da tarde com ela num sábado ou domingo. Ah, mas ela não faz só a broa não. Lava roupa, cozinha, vai ao supermercado andando devagarinho pelo bairro, encontra conhecidos e trocam meia dúzia de palavras, limpa toda casa e cuida de meu pai. Às vezes me pergunto como que ela ainda aguenta fazer tudo isso e ela me responde com simplicidade que pega a vassoura e ora: “Deus dai-me força para deixar essa casa limpa pro Senhor me visitar. É daí que tiro forças para fazer tudo o que faço”. Bom, nem preciso dizer que quando me bate uma pequena preguiça, lembro de minha mãe e a preguiça vai embora rapidinho.

Meu pai, admirado, me conta que ela faz ginástica na igreja do Parque Industrial duas vezes por semana, lugar onde umas 200 pessoas se encontram com o propósito de se movimentar. Quando o professor não vai ou está de férias ela faz os exercícios ali mesmo na sala da casa, num colchonete que ela mesma fez. Minha mãe é uma das mais velhas do grupo e se orgulha de dizer que consegue fazer quase todos os exercícios, inclusive alguns que suas colegas mais novas não conseguem. Ela não usa óculos, não precisa de um. Não toma remédio, tem suas próprias ervas que planta no fundo do quintal. Não consigo contar quantas pessoas ela, junto com meu pai, já ajudaram e, por isso, a casa deles sempre tem uma visita ou outra que nunca deixam de dar uma passadinha por lá para saber como estão dona Irene e seu João.

Dia 12 de maio ela faz 89 anos e o que ela mais quer é ver toda família lá, paparicando. E eu quero chegar nessa idade com a mesma vontade que ela tem de ajeitar o mundo para as pessoas, de ter essa fé que a mantém em pé e fazer o que tem que ser feito, de amar incondicionalmente a todos.
Parabéns dona Irene! Muitos anos de vida bem vivida.

Abaixo um poema do CD de Márcio Assunção "Mantras do Coração" inspirado numa oração da Atroposofia que me lembra minha mãe:

                Mãos
Mãos que abençoam e fazem o Bem
Mãos que trabalham e não se detem
Mãos que amorosa e a todos amparam
Mãos que rezam e sempre rezaram
Mãos que se elevam num gesto profundo
São dessas mãos que precisa o mundo
Mundo que faz a cura estar
nas mãos de quem sabe doar Amor
Amor.... Amor... Amor...

12 comentários:

  1. oi Zezé!
    Que lindo o que vc escreveu sobre a vó!!!!
    Nossa, chorei quando eu li: Deus dái-me força para deixar essa casa limpa pro Senhor me visitar. “É daí que tiro forças para fazer tudo o que faço.”

    Não sabia que ela pensava assim! Lição de vida!!

    Paula

    ResponderExcluir
  2. Oi querida Zezé,
    Fui dar uma passeadinha pelo seu blog... Sempre fantástico, sensível e delicado.... Amei sua mãe... Almas que devemos conhecer em nosas vidas para nos espelhar,
    Obrigada por compartilhar um pouco dela.
    Bjs.
    Rita.

    ResponderExcluir
  3. Zezé, parabéns para sua mãezinha ou maezona, pela sua força e pela fé em Deus.
    Rudi

    ResponderExcluir
  4. Linda sua homenagem Zezé!!! Que exemplo ter uma mãe assim!
    bj

    ResponderExcluir
  5. Oi Zezé. Que lindinha sua mãe. Parabéns!!!!
    Que Deus a conserve sempre alegre, ativa, feliz.
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Zezé o meu comentário foi como anonimo.

    ResponderExcluir
  7. Zezé vc tem uma super mãe, super linda, abençoada e muito cheia de saúde e Amor p/ dar. Que Deus a conserve sempre saudável e com toda a energia que ela precisar...afinal Ele visita ela todos os dias, né? Beijos e Parabéns a D. Irene e Sr. João (gostaria de conhece-los um dia e provar desta broa e de uma prosa)

    ResponderExcluir
  8. Bacana mesmo Zezé! Gostei de conhecer sua mãe, que tem muito em comum com a minha. Bj! Felicidades pra ela!

    ResponderExcluir
  9. Parabens, Vo!!!!!!!
    Chorei... Que orgulho de fazer parte, ou melhor, de ser a continuacao da D. Irene, por intermedio da minha vo e da minha mae.
    De um abraco nela por mim, Zeze!!!

    Larissa

    ResponderExcluir
  10. Que lindo Zezé!!
    Bons exemplos é o que não faltam para nós!!
    Me orgulho dos meus "bisos"!
    PARABÉNS Vó Irene e Vô João!

    ResponderExcluir
  11. Zezé!
    Não preciso dizer que chorei quando li a mensagem. Tenho certeza que se eles ainda estão conosco é para que sirvam de exemplo de garra, fé e determinação a todos!!

    Parabéns Vó Irene!

    ResponderExcluir
  12. Olá Zezé,
    Sempre é um imenso prazer ler o seu blog que me traz tanta alegria e coragem de enfrentar a minha vida com mais simplicidade e determinação de não me abater pelos obstáculos que surgem no meu caminho.
    Me sinto até pequenina quando vejo um depoimento como esse a respeito da sua querida mamãe que com tanto carinho e em uma idade tão avançada consegue encontrar em cada dia o alento chamado amor a Deus.
    Obrigada por compartilhar a sua história com todos nós, que Deus te abençoe e te ilumine sempre.
    Estará sempre no meu coração e nas minhas orações, mesmo que a distância nos separe.
    Beijos com carinho,
    Rosana

    ResponderExcluir